terça-feira, 10 de maio de 2016

Até breve...

Chicalica princesa,

a saudade tem nos doído muito, sentimos falta das suas gargalhadas, da sua braveza, da sua voz estridente, das suas caretas para os remédios, das noites assistindo série, dos lanchinhos da madrugada, dos seus textos no Diário... Apesar da saudade não temos o direito de sermos egoístas e nos entristecer com seu merecido descanso! Você foi uma guerreira durante toda sua vida, batalhou desde pequena para conseguir tudo o que conquistou e nos últimos 17 meses guerreou com uma doença incurável já avançada sem recuar um instante sequer. Foram pouquíssimos os dias de fraqueza e desânimo e apesar deles estarem ficando cada vez mais frequentes, até na última quarta-feira estávamos ainda convictos que a cura física viria!

Um dos legados que você nos deixou foi a confiança incondicional nos propósitos do Pai. Na maioria das vezes, sem saber qual caminho seguir, você se entregava à oração e a resposta não demorava a vir... após um banho demorado com água escaldante lá vinha você com os encaminhamentos dados por Deus. Não era difícil seguir o caminho, pois os sinais eram claros, com o Seu Espírito Santo guiando e Seus milagres desmistificando o “impossível”.

Pude vivenciar e testemunhar sua alegria diariamente, independente da situação em que nos encontrávamos. Seu sorriso estampava logo cedo, seja de jejum forçado, com ‘suco da bruxa’ ou com café, mas em especial após receber a Eucaristia na missa pela manhã. Ao longo do dia trabalhava com bom humor, enfrentava jornada de exames, remédios e tratamentos com a mesma alegria, sempre com brincadeiras e zueiras, fazendo com que tudo parecesse tão leve e sereno.

Durante toda a caminhada você foi capaz de cativar amor, carinho e respeito por onde passou. Preocupava-se com os companheiros de luta ao câncer, colocava o nome de todos aos pés de Jesus em nosso altar, orando em especial por cada um. Todos queriam ouvir sua experiência e sua opinião, sempre forte e decidida, diante das dificuldades. Você estava sempre aberta a ouvir, a aprender, a discutir... Incentivou a solidariedade, criou grupos de vigília de oração e de intercessão, ajudou campanhas, e tudo isso será sempre lembrado, pois modificou o modo como enxergamos o próximo que está ao lado.

O milagre que todos esperávamos veio, vivemos agora em um mundo certamente diferente daquele de antes do câncer. Foram muitos os testemunhos de fortalecimento de fé. Muitos os depoimentos de novas relações de família, de marido e esposa, de mãe e filhos, de irmãos. Novas formas de enxergar as adversidades e as dificuldades da vida. Você cumpriu sua missão, “combateu o bom combate, encerrou a jornada e guardou a fé” 2 Ti 4,7. Sua batalha foi vencida, pois não se tratava apenas de uma guerra à doença, mas principalmente contra a incredulidade, a indiferença, o apego às coisas do mundo, a limitação científica, a desesperança.

Saudades serão eternas e assim devem ser, para que seu testemunho permaneça vivo em nós. Tristeza não, pois a certeza da ressurreição e da sua glória junto de Jesus nos alegram por saber que em um futuro breve estaremos juntos novamente. Nosso amor, que transcende o mundo físico, permanece ardente e intenso até este dia chegar.

Certamente você chegou aí festejando, livre de dores, de angústias, de tristeza. Já deve estar dominando e palpitando em tudo, se bem conheço. Olha por nós... Não se esqueça de interceder pelos que aqui ficaram... Ajuda-nos a recordar sempre do seu exemplo e do seu testemunho de alegria, amor e fé.

Beijos saudosos do seu Chico Lico...te amo muito demais


p.s.: nos encontramos amanhã (11/05) na missa, às 19h na paróquia Santo Antônio onde casamos!

p.s.2: conforme combinamos, o Diario de Milagres não irá parar, vamos levar seu testemunho ainda para muitas pessoas!

p.s.3: abaixo algumas das muitas mensagens de carinho que foram enviadas pelos amigos!













































sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

O segundo "para que"!

Oi meus queridos!!!

Mais uma pequena parte da nossa Montanha Russa...

Um mês depois que retomei o tratamento fui para o Brasil passar o Natal e a virada com familiares e amigos. Foi um tempo muito bom, porém com muitas dores.

Sítio com a família - Tempo bommm

Em Leandro Ferreira, pedindo a interseção do Padre Libério

Natal em BD

Na casa da Vovó Zena

Churrasquinho com os queridos

Virada do ano toppp

Voltei para Houston na semana passada e fiz alguns exames... os resultados não foram bons... mais tumores, mais dores, novas perspectivas.

Essa semana fiz novos exames e ontem a equipe médica decidiu parar novamente o tratamento e fazer rádio no pulmão e na coluna! Grande parte das minhas dores é causada por tumores que se encontram nesses lugares, portanto isso será feito para amenizar as dores e permitir que eu tenha uma qualidade de vida melhor. Por exemplo, as dores na perna às vezes me impedem de caminhar! Essa é a nova diretriz, o resto vem depois desse passo!!! Deus nos mostra um passo de cada vez e a gente segue confiante, certos de que Ele está no comando.

Ontem depois da consulta e do preparatório para as rádios fiz uma retrospectiva com Deus e achei por bem dividir com vocês... Assim segue...

Desde que tudo começou tenho agradecido a Deus, claro que às vezes “brigo” com Ele também, mas é questão de segundos para me arrepender e pedir desculpas.

Eu sempre me senti forte, uma criança determinada, uma adolescente de opinião e uma adulta de pulso, daquelas que pega o boi pelo chifre... e por assim me considerar, desde que essa parte “o câncer” da história começou eu agradeci a Deus por ser comigo... Pensei em todas as pessoas próximas e dei Glória a Deus por ser eu. Orgulhosa, hoje sei, me julguei mais capaz do que os outros, mais forte, mais determinada!

Tudo foi acontecendo aos poucos, meu corpo vem se debilitando mais e mais a cada dia. No início isso me incomodava muito, hoje não tem jeito, eu realmente preciso de muitas pessoas por conta... algumas vezes nem consigo me levantar! E foi realmente dia após dia que a ficha foi caindo... hoje dei um sobressalto quando me deparei com a verdade e senti que o segundo “para que” foi respondido!!!

Vocês já ouviram esse ditado? Não pergunte a Deus o Por que, pergunte Para que!!!

O primeiro foi respondido bem no início: “Entregar tudo nas mãos de Deus, deitar literalmente no colinho Dele e simplesmente confiar”.

A minha facilidade em resolver as coisas e a minha suposta força mascarou muita coisa até aqui. Na verdade Deus tem trabalhado minha humildade desde que tudo isso começou e só agora consigo compreender uma parte da verdade: “Essa situação toda vem me mostrar o outro lado da moeda... as fraquezas, as dores, as dificuldades financeiras, dentre muitas outras”.

Por muito tempo vivi julgando meu próximo sem ter toda a sabedoria, aquela que só Deus tem. Achava um fraco, o outro bundão, o outro desleixado e assim por diante! Hoje sei que eu não tenho a capacidade de julgar nada disso, a sabedoria só Deus a tem, então o papel de julgar é somente Dele!

Fiquei parte do dia refletindo quantas pessoas tem se doado a mim sem fazer qualquer julgamento! Já comentei com o Chico diversas vezes, como essa nossa trajetória teve poucos julgamentos e poucas palavras mal ditas até aqui... até então achava que era mérito das pessoas que estavam envolvidas nos trabalhos e que Deus queria assim, mas nunca tinha parado para pensar para que Deus queria assim... Ele trabalhou metodicamente em tudo isso para me mostrar o poder da humildade, a grandiosidade do não julgamento e o valor da doação sem receber nada em troca!!!

Eu poderia escrever centenas de páginas contando casos de doação para comigo... e talvez ainda assim essas páginas não seriam suficientes, pois acho que são infinitos! Familiares e amigos abrem mão do tempo e do dinheiro em prol da nossa causa... amigos que eu nem se quer conheço pessoalmente, outros que conheço só de vista...

E eu não sinto um olhar se quer de julgamento!!! O que é isso? É o amor de Deus, me mostrando como eu devo ser em qualquer circunstância... E Ele me mostra isso, todos os dias através do meu próximo, aquele que está ao meu lado e me olha e me ajuda sem julgamento!!!

E agora sei que estou exatamente onde eu deveria estar... nesse emaranhado, sou eu a mais fraca, super precisada dos cuidados de Deus... antes estava enganada quando pensava ser a mais forte, agora reconheço minha pequenez e peço a Deus que esse aprendizado seja eterno!!! Que eu seja melhor, mais humana e sem julgamento nos olhos e no coração!

Obrigada a todos que participam dessa história e que me olham com ternura, sem julgamento, sem rispidez, mas com muito amor!!!

Em resumo, acho que a humildade é isso, receber sem se envergonhar e dar sem julgar! Que estejamos sempre aptos a isso!!!

Que Deus tenha esse cuidado extremo com cada um de nós, para que possamos ser melhores e construir o Reino dos céus aqui mesmo nessa terra!

Fraterno abraço a cada um de vocês!!!

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Declaração de amor.

Camila,

Não sei dizer ao certo quando nossa amizade começou. Só sei que aconteceu, nasceu, cresceu e deu frutos: cem por um. Você ainda era uma adolescente e naquela época nos víamos pouco, mas sempre que nos encontrávamos era alegria, verdade nos olhos, confiança, conversas que se estendiam por horas a fio e amor. Foi então que você me convidou para ser sua dinda de Crisma.  Meu ‘sim’ foi de intensa felicidade e naquele dia de Pentecostes você estava linda recebendo tão belo e assumido compromisso. E dali em diante nossa afinidade e companheirismo só fizeram aumentar. 

A vida nos deixou mais próximas. Acho que a partir daquele momento, o Espírito Santo nos abençoou de uma maneira diferente. Era uma enorme alegria receber suas breves visitas no horário do recreio: era “Deus te abençoe”, um sorriso, um olhar e você voltava correndo comendo alguma coisa rua afora... Tempo bom demais, tempo breve! Depois, Belo Horizonte e Ouro Preto te esperavam. Entre tantos compromissos, você sempre vinha me ver e nosso tempo bom nunca deixou de existir. Nossa amizade é coisa de Deus. Meu coração fica imensamente feliz quando penso em você - minha amiga, minha afilhada - a pessoa que cuida de mim com tanta deferência e que me ensina a ser melhor aos olhos do Pai. Agora estamos distantes uma da outra: eu estou aqui e você aí tão longe. Mas nós bem sabemos que para estar juntas não é preciso estar perto: basta estar no coração, no pensamento e nas orações. Amo muito você e nunca deixei de rezar e pedir a Deus por sua felicidade. Você é tudo e muito mais! Um beijo da Dinda que está com muuuuitas saudades!

Ticidinha



quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Perder ou Ganhar, qual é o seu ponto de vista?

Oiiii meus queridos, tudo bem com todos? Espero que sim!

Esses dias, conversando com a Maricota comentei que não gosto quando as pessoas escrevem ou falam que alguém perdeu a luta contra o câncer. Para mim essa expressão demonstra uma falta de confiança em Deus... sei lá, pode parecer bobagem, mas perder ou ganhar depende muito do ponto de vista!

Semana passada li um poema na capela do hospital e fiquei matutando... eis à conclusão que cheguei: sim, o câncer vai comendo pelas beiradas, chega de mansinho e vai arquitetando sua abrangência, ele corrói seios, pulmões, pernas, braços, medulas... mas isso é pequeno em relação ao que ele NÃO pode fazer... pois ele não pode mutilar o amor, não pode destruir a esperança, não pode corroer a fé, não pode destruir a paz, não pode matar as amizades, não pode tirar a coragem, não pode invadir a alma, não pode roubar a vida eterna, não pode vencer o Espírito... Portanto, na minha opinião o câncer é na verdade muito limitado... e podemos ganhar independente de continuar a viver aqui na terra, porque a vitória depende simplesmente da forma que vivemos o caminho!!! Morrer não significa perder uma luta, até porque o câncer não tem todo esse poder... perder ou ganhar depende de nós, pacientes, familiares e amigos!!!

Eu sei que estou vencendo, independente das circunstâncias, pois tenho a Santíssima Trindade que caminha ao meu lado e dentro de mim, tenho Nossa Senhora que me ampara o tempo todo, todos os Santos intercedendo por mim, tenho um marido maravilhoso que Deus me deu de presente, uma família extraordinária que não desiste em nenhum momento, não se deixam abater, amigos que se desdobram e fazem tudo para me ajudar a vencer... Portanto não tem erro, estou vivendo meu milagre e isso não tem preço, sou uma vencedora, pois é assim que vivo... e não desisto nunca, porque Deus é maior que tudo, tem todo o controle e é bom o tempo todo!!!

E agora estou pronta para responder a pergunta que não quer calar: “Como você está?”

Estou “bueníssima”, me acostumando com os novos efeitos colaterais, me adaptando às novas limitações...

Hoje os resultados dos exames não foram muito bons, as alterações nos exames de urina complicaram um pouquinho e os exames de sangue pela primeira vez durante todo o tratamento saiu alterado, pequena queda dos leucócitos e das plaquetas! Já estamos com novo cardápio para ajudar a restaurá-los!!!

Além disso, tenho náuseas, dores nas costas, nas costelas e na perna... E isso é tudo... Todo o resto está 100% e continuo firme como sempre...

Sei que muitos, mas muitos mesmo estão rezando e intercedendo por mim... isso me fortalece e me faz caminhar de cabeça erguida, pois sei que nosso bom Pai tem ouvido a todos... A vigília de 24 horas continua e quem quiser nos ajudar, escolha um horário e peça a Deus pela minha cura todos os dias... Confio plenamente nessas orações pois, Jesus disse:

"Pedi e recebereis; procurai e encontrareis; batei e vos será aberto. Pois quem pede, recebe; quem procura, encontra; e, para quem bate, se abrirá.” Lucas 11, 9-10

Algumas fotinhas...

Contei para vocês do chá de lenços que fizeram para mim no Brasil? Foi lindooooo, acompanhei tudinho de Houston kkkkkk... A Nanda trouxe para mim... olhem que topppp

Lindezas no chá de lenços

Minha mala de apetrechos. Obs. Tenho muiiito o que usar...kkkkk

Farra para experimentar...kkkkk

Farra para experimentar...kkkkk

Farra para experimentar...kkkkk

Farra para experimentar...kkkkk

A Nanda e a Tia Tereza vieram nos visitar, foi muito bom para nos animar... A Maricota continua conosco, ficará até o início de dezembro... Eu não digo que Deus é bom o tempo todo e prepara tudoooo!!!

Maricota, Nanda, Therê, eu e o Chico Lico

No hospital estreando presentes

Com a florzinha

Dias de hospital...

Com Padre Libério e a Maricota


Com Padre Libério e o Chico Lico

Preparando para gravar vídeo de testemunho para o EJC

Muitos bjos e abraços bem carinhosos!!!