sexta-feira, 13 de março de 2015

Dia 8: sobre os milagres que nos trouxeram até aqui!

Vamos continuar nossa caminhada... ontem paramos na consulta com o Dr. Leonardo e viagem para Curitiba...

Foi tudo muito rápido e até então não tinha dado para organizar os acontecimentos... a viagem para Curitiba e Morretes foi muito boa... Afinal de contas, nada estava perdido, nem diagnóstico a gente tinha, poderia ser qualquer coisa... Os dois médicos que visitamos tinha nos dito: "Você é muito nova, nunca fumou, está com a saúde em perfeitas condições... muito pouco provável de ser câncer!".

Nessa viagem, não vi Deus pessoalmente, mas o vi em todos os lugares, em forma de pessoas, árvores, flores e rios... E escutava uma voz me dizendo a todo momento: "Fica tranquila, aconteça o que acontecer fica tranquila"... e isso me arrepiava, sabia que era Deus!


Morretes

A viagem terminou e voltamos para BH na segunda (08/12/2014) a noite.

Dormimos bem, fui trabalhar na terça e do trabalho fui para o hospital Madre Tereza. A Kessi Jones veio de Viçosa para me acompanhar e a Júnia, minha sogra, também foi com a gente.

De acordo com o Dr. Leonardo o procedimento seria rápido, porém incômodo... eu estava firme, confiante.

Ainda dentro do consultório ele conversou conosco e explicou que as chances de o material da broncoscopia ter resultado conclusivo eram muito pequenas. Que por esse motivo ele já iria organizar tudo para a cirurgia, pois não queria correr o risco do tempo ser insuficiente para fazermos tudo antes do Natal.

Entrei na sala de broncoscopia e tudo começou... a dor foi intensa e eu tive espasmos, chorei sem querer... e o primeiro milagre aconteceu: Deus me carregou no colo, arrepio só de lembrar. Todo vestido de branco, me pegou como se tivesse carregando um bebê e me disse olhando bem nos meus olhos: "Não chegou a sua hora, você tem muito o que fazer aqui nesse mundo. Sua responsabilidade é evangelizar. Quero fazer um combinado com você, ao final tudo ficará bem... e você viverá para evangelizar.". Eu respondi prontamente que aceitava, mas que eu não sabia como, que Ele ia precisar me ajudar. Então Ele disse: "Você saberá tudo que deve ser feito. Eu não coloquei o Henrique na sua vida em vão. Um é a fortaleza do outro." Ao dizer isso Ele me mostrou um campo gramado enorme, estava eu e o Henrique e algumas crianças... a imagem foi desvanecendo e vi o crucifixo na parede da sala. Procedimento realizado com sucesso e finalizado.

A enfermeira saiu da sala com o material o entregou diretamente nas mãos da Júnia, pediu a ela que levasse o material ao hospital Belo Horizonte e que entregasse nas mãos do Dr. Carlos Alberto... no dia não entendemos porque ela tinha escolhido a Júnia... mas depois compreendemos.

Antes de ir para casa, o Dr. Leonardo disse que existia 10% de chance de ter um pneumotórax, que se eu sentisse muita dificuldade de respirar e muitas dores que eu precisava ligar para ele.

Mas eu estava ótima e morta de fome!!!!

A Júnia foi para o hospital Belo Horizonte, levar o material e eu e a Késsia fomos para o shopping almoçar. Conversamos muito, contei tudo sobre o que Deus tinha me dito e nos emocionamos... Contei para meus pais, minhas irmãs e alguns amigos... estávamos certos de que Deus tinha algo maravilhoso nos aguardando, mas ainda não sabíamos o que era.

A Kessi Jones me deixou em casa e voltou para Viçosa. Quando cheguei o Chico já estava lá. Conversamos por horas, nos emocionamos com tudo... e então comecei a sentir dores, muitas dores... dormi sentada, o pouco que consegui... No outro dia de manhã eu estava um pouco melhor, tinha alguns exames pré-operatórios as 07h no hospital Madre Tereza, de lá eu iria para o trabalho... esses eram os meus plano.

Fiz os exames e depois resolvi procurar o Dr. Leonardo por causa das dores. Infelizmente ele não estava no hospital, então um pouco relutante liguei no celular e expliquei o que estava acontecendo. Ele pediu para que eu fosse ao pronto atendimento e pedisse a qualquer médico que fizesse um raio X e enviasse para ele. Assim foi feito. Estava lendo meu livro tranquilamente quando ele me ligou com a notícia de que seria internada. O pneumotórax tinha acontecido e teria que colocar um dreno.

Aguardei a chegada do Dr. Leonardo, o dreno foi colocado e tive que ficar na enfermaria até que um quarto fosse liberado, pois o hospital estava lotado. A Júnia levou almoço e  ficou comigo até minha mãe chegar de Bom Despacho.

Tínhamos esperança de ir para o quarto ainda naquele dia... a enfermaria também estava lotada.

O Chico veio depois do trabalho e ficou conosco. Tivemos a notícia que não iríamos para o quarto naquela noite, não tinham previsão de liberação de quarto.

A Vivi e o Andrezito (irmã e cunhado)  vieram me visitar e trouxeram lanche... eu estava tranquila, já tinha feito várias amizades ali e as dores tinham espaçado.

O Chico e minha mãe combinaram de revezar o acompanhamento naquela noite, ela ficou até 01 da manhã e ele ficou de 01 as 07. Depois ela voltou para que ele pudesse ir trabalhar.

Continuei na enfermaria sem previsão de quanto tempo ficaria ali... fiz caminhadas, recebi visitas (Tia Bebete e tia Lelena (madrinas), Lo e Dalila (primas) Super Leite (primo irmão), Débora (amiga e noiva do Super Leite), Cleice, Vanessa e Adriano (amigos do trabalho)) e conheci muitas pessoas com histórias tristes e alegres...

Durante a minha estadia na enfermaria um caso tinha chamado muito a minha atenção e da minha mãe: uma senhora com uma doença degenerativa. O que mais nos chamou a atenção foi o carinho dos filhos com ela, o cuidado e zelo!

Ficamos amiga da Cida, filha dessa senhora, e ela nos contou toda a história de luta, dor, superação e fé. Estava previsto que a mãe ficaria internada por 15 dias para tomar toda a medicação necessária. Em conversa com a minha mãe ela disse que tinha mais de mês que estavam esperando uma resposta de doação de duas, uma normal e uma de banho, cadeiras de rodas para a mãe. Que isso ia facilitar muito a vida delas.  

Quando a minha mãe me contou, me lembrei da campanha que tínhamos feito na igreja do Santo Antônio para conseguir cadeiras e que tínhamos conseguido muitas através de doações da comunidade. Então decidi naquele momento que faria uma campanha para conseguir essas cadeiras. Coincidência ou não, mas o super Leite e a Débora foram me visitar naquele mesmo dia. Contei tudo a eles e pedi apoio. Eles falaram que iriam providenciar...

Dei a notícia à Cida, disse que ela poderia contar com as cadeiras...

Consegui ir para o quarto no final desse dia...

A notícia de que as cadeiras já estavam compradas chegou até mim no outro dia de manhã. Telefonei para a Cida e contei... Ela não acreditou, ficou emocionada...

Horas mais tarde a Cida veio até meu quarto e contou que inesperadamente a mãe tinha tido uma super melhora e recebido alta... elas iriam para casa.

As cadeiras foram enviadas para a casa da Cida no dia 15/12/2015.

Se isso é coincidência? Não acredito que seja, para mim são as obras Divinas, os milagres que acontecem todos os dias e fazemos questão de não enxergar...

#juntoscomcamila

15 comentários:

  1. Você será recompensada por todo o bem que faz ao próximo. Somos todos irmãos em Cristo, precisamos uns dos outros. Parabéns pela iniciativa... Fazendo o bem sem olhar a quem!

    ResponderExcluir
  2. Olá Camila! Sou sua vizinha, aqui do apartamento 201. Fiquei muito comovida com toda história e mais ainda ao ler os posts aqui no blog. Resolvi lhe enviar essa mensagem, para que você saiba que sou mais uma na torcida. Sempre ouvi coisas muito boas ao seu respeito, através de nossa vizinha, Lilian. De antemão, me coloco à disposição para ajudar com o que estiver ao meu alcance. Tomei a liberdade de compartilhar o sorteio do carro nos meus grupos de whatsapp.
    Todos aqueles que buscam conforto no Senhor encontram alívio para o seu sofrimento e força para continuar a jornada da vida.
    Me lembrarei de orar por você todas as noites.
    Continue sendo positiva e sorrindo, sempre. Desejo muita força e fé, a você e seu marido, Henrique.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. Apesar de saber a história me emociono de novo ao ler cada palavrinha!!! Amo você lindona!!!! Fica firme! E sorridente!

    ResponderExcluir
  4. Já deu tudo certo amiga!
    Força e garra!
    Bjs da Lílis

    ResponderExcluir
  5. Não tenho dúvidas, vcs são instrumentos de Deus. Qt mais fico sabendo de detalhes dessa história, mais amo vcs. Força e bj.

    ResponderExcluir
  6. Camila, Deus permite que passamos por situações ruins para nos aproximarmos dele é fazer com que outras pessoas também se aproximem. Estou impressionada com sua história. Vou contribuir para seu tratamento e divulgar para meus amigos. Não deixe de postar as notícias. Quero acompanhar todos os dias essa sua caminhada com Deus. Como Ele mesmo disse, fica tranquila, tudo isso logo vai passar. Vou orar por você domingo no dia da Gospa. Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  7. Camila, que história linda e emocionante.
    Com certeza é de obra divina!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Camila, choro cada dia mais que leio suas palavras, de emoção, de alegria, por saber de sua tamanha fé... Que JESUS continue te carregando no colo, dia a dia... Sempre estarei rezando e torcendo por você... Bjos

    ResponderExcluir
  9. Oi Camila sou prima da Júlia Clatt,mãe da Leticia Clatt sei que rezou por nós e estamos retribuindo as orações a vc e sua família com td fé e carinho. Minha querida continue com essa fé maravilhosa que com td certeza Deus está com vc e fará o melhor.Para Deus td é possível, eu tenho um milagre em casa,minha filha Leticia,nossa guerreira,prova viva que Deus existe e nunca desampara um filho com fé.Muita força, sei que não é fácil, mas com fé vencemos tds as barreiras.As vezes questionamos pq a gente??Mas Deus da as batalhas mais duras ao seus melhores soldados.Fique com Deus e que Maria te cubra com o manto sagrado.

    ResponderExcluir
  10. Arrepio quando leio tudo isso, sempre! a cura já está providenciada, como digo! amo vc!

    ResponderExcluir
  11. Ola Mila...sou amiga da Kessia...fiquei muito sensibilizada com sua historia...com fé em Deus tudo dará certo!!! Muito linda sua experiência espiritual... e como Deus mesmo lhe disse, sua missão na Terra ainda não está finalizada...Ele e nós precisamos de vc aqui na Terra. Por favor, não perca a força. “CORAÇÃO DIVINO DE JESUS, PROVIDENCIAI A SUA CURA”.

    ResponderExcluir
  12. Camila, o Senhor é o Deus de TODA graça e ELE tem cuidado de você. Confie!

    "...esta certeza será de todos que crerem. E a grande alegria que terão será andarem comigo (Jesus) em amor obediente, seguindo em fé ousada, compaixão e na prática do amor. Este que assim viver provará alegria de falar comigo e de me ver agindo de modo invisível para além de tudo o que pediu ou pensou. E por ver tais obras do amor invisível irá se alegrar na minha amizade e no meu cuidado. Este, ainda no mundo, provará alegria completa." Caio Fábio D'Araújo

    Que Deus te abençõe! Estamos orando por você!

    ResponderExcluir
  13. Se deus chegou a CARREGAR A MOÇA NO COLO, por que ele não curou de uma vez? Por que deixá-la passar por todo esse sofrimento? Que deus sádico é esse? DESCULPEM O MOMENTO QUE VOCÊS ESTÃO PASSANDO, mas é INSANO falar que deus a vê sofrer e fica só observando. Vão dizer que estou atrapalhando e sendo insensível. Vocês tem razão, concordo. Mas continuo acreditando na INSANIDADE de dizer que deus, que pode curar, não cura. Fica só vendo a moça sofrer.

    ResponderExcluir
  14. Camila estou daqui rezando para o seu retorno logo para nosso meio e que com esta fe que voce tem isso logo acontecera, estarei hoje colocando uma intencao na missa pela sua saude na igreja do Sagrado Coracao de Jesus e sei que ele atendera logo o meu pedido, fica com Deus, beijos
    Irene - Ap.602

    ResponderExcluir
  15. Olá Camila,me emocionei com sua história,mantenha acesa sua fé.Deus tem um propósito maravilhoso pra você.És uma vencedora,és forte,e tudo vai dar certo.Deus está no comando de tudo.Moro em Leandro Ferreira(terra de Padre Libério),vou na capela Dele rezar por você.Continue firme na fé,você é um exemplo de vida!Bjos.

    ResponderExcluir