segunda-feira, 27 de abril de 2015

Amigos de fé! Amigos em Deus!

Olá, diferente de muitos posts que vi por aqui, eu não conheço a Mila desde a maternidade.. Conheci a Mila quando ela já estava com o Henrique, antes de se casarem. Porém em um lugar muito especial, onde muitas outras pessoas também a conheceram (inclusive o Henrique) em nossa igreja: na Paróquia de Santo Antônio!!

Nos tornamos amigos de fé, do tipo que se reúne para ler a bíblia, estudar, partilhar.. Do tipo que viaja junto, vai para o bar, jogar conversa fora, divertir e rir até a barriga doer.. Assim como a Mila fiz muitas amizades sinceras que se fazem presente em todos os momentos: nos melhores e nos mais difíceis!

Foto do reveillon 2012/2013 na companhia dos amigos de nossa igreja!!!

Amigos que podemos contar para nos acompanhar para festas e bares, mas que também estão a disposição para rezar, ser suporte e estar ao nosso lado, quando o mundo parece desabar!!!

Foi essa a sensação que a Mila usou para explicar o que sentiu quando recebeu o diagnóstico, e acho que foi um pouco do que eu senti quando descobri o que realmente estava acontecendo...

No fim do ano passado, me lembro claramente de um dia em que abri o Whatsapp, de um grupo dos amigos da igreja, e todos estavam rezando a oração do Pai Nosso (por mensagens) pela Camila... Na mesma hora, não imaginava o que podia estar acontecendo, mas assim como os outros me pus a rezar e pedir que Deus estivesse ao seu lado... Assim que acabou a oração, fui entender um pouco do que estava acontecendo: estávamos pedindo a Deus pelo exame (biópsia) que ela estava realizando naquele momento...  Por estar distante, não me envolvi demais, até para dar o espaço que precisariam...

E essa distância permaneceu, até o dia em que chegou a notícia de que a Camila e o Rohlfs teriam acabado de chegar nos Estados Unidos.. A Camila estava com câncer de pulmão em um estagiamento avançado  e o resto vocês já sabem... Me senti fraco, incapaz de ajudar, e nesse momento me vieram a cabeça muitas lembranças... Me lembrei de quando a Mila começou a espalhar pra todo mundo que eu não gostava de abraçar e desde então comecei a ganhar muitos abraços...

Pensei que estando aqui nos Estados Unidos, pelo menos poderia estar mais próximo e ajudar de alguma maneira... Foi quando conversamos pelo skype: eu, a cabrita (minha linda namorada, que também está estudando por aqui), o Rohlfs e a Mila... Tudo o que eu menos imaginava era que encontraria a mesma Mila de sempre, brincalhona, confiante, cheia de fé e esperança... Quando estávamos conversando e que me contaram da dificuldade financeira que enfrentariam, eu (irresponsavelmente, mas com o coração confiante) falei que não se preocupassem pois se precisassem de um milhão de dólares, eu e os seus tantos amigos encontraríamos um milhão de pessoas boas que pudessem lhe ajudar com um dólar...

Neste dia, vendo a fé que transbordava na Mila, percebi que me faltava fé e por providência divina, no dia seguinte fui a adoração ao Santíssimo Sacramento, da igreja que participo por aqui... Fui, rezei, coloquei literalmente a Mila (em um papelzinho) aos pés do Santíssimo... Pedi a Deus algo que nunca tinha pedido: um milagre.. Me lembro que um americano, que sempre ia aos estudos bíblicos mas nunca tinha conversado comigo, veio me perguntar o que me levava até lá naquele dia... Contei a ele a história da Mila e ele me disse: “conte com minhas orações..” Acho que era exatamente o que eu precisava de ouvir... Reconhecer que não somos capazes de muita coisa, mas que nestas limitações é que temos de ir ao encontro de Deus e deixar com que Ele cuide...

Ele cuidou tanto que no Spring Break conseguimos ir (eu e a cabrita) visitá-los. E essa visita realmente mudou nossa vida...

Camila, Cabrita, Pedro, Eu e Gabriel: Viagem solidária a Araçuai em Jan/2013

Mudou nossa vida ver que uma pessoa em uma situação onde tantos desistiriam ou se dariam por derrotados, é a que mais tem força, se diverte e é feliz... Mudou nossa vida ver de perto que são MUITAS as pessoas que acreditam no bem e enviam mensagens de fé e esperança, mesmo sem a conhecerem... Mudou minha vida ver que mesmo estando longe de casa, Deus não os deixou sozinhos, colocando os melhores anjos para cuidarem dos dois...

Mas o que mais mudou minha vida foi uma coisa simples, que todos nós somos convidados e perdemos a oportunidade de fazer.. O que mais mudou minha vida foi um convite que nós recebemos do Rohlfs e da Mila para acordar todos os dias as 05h00 da manhã para, juntos, rezarmos pela saúde da Mila... O que mais mudou minha vida foi que esses poucos dias juntos fizeram com que desde então eu passasse a reservar um horário para falar com Deus... Um horário que eu pudesse me calar diante dos barulhos do mundo e escutar a voz de Deus...

Um dia, me veio a vontade de levar essa graça a mais pessoas e junto com outros amigos criamos uma campanha: “15 Minutos de Oração”... Contei pra ela sobre a ideia e, mais uma vez com muita sabedoria me disse: “Por mais que consigamos arrecadar fundos para o tratamento, não será só isso que vai me curar. É Deus que tem o poder de me curar, e a oração das pessoas é fundamental!!!”

Quem quiser se unir a nós nessa corrente de oração, o link ta aqui:

Mila e Rohlfs, tenho muita fé e esperança de que a missão de vocês está apenas no começo, sejam fortes e perseverantes..  Obrigado por me ensinarem a falar com Deus, ouvir a Sua voz e ver a ação do Espírito Santo em nosso meio..

Um abraço bem apertado,

Dudu
                                            
“Deus nos fala, nos escuta e se faz presente todos os dias no meio de nós..”


Um comentário:

  1. Dudu !!!!
    Que linda homenagem a Mila !!!!
    PARABÉNS !!!! Fiquei muito emocionada !!!!!
    Obrigada pelo carinho com a nossa Miloca e nosso querido Rohlfs !!!
    Grande abraço para vc e para a Cabrita...ssrrsrs
    Cissa

    ResponderExcluir