sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Declaração de amor.

Camila,

Não sei dizer ao certo quando nossa amizade começou. Só sei que aconteceu, nasceu, cresceu e deu frutos: cem por um. Você ainda era uma adolescente e naquela época nos víamos pouco, mas sempre que nos encontrávamos era alegria, verdade nos olhos, confiança, conversas que se estendiam por horas a fio e amor. Foi então que você me convidou para ser sua dinda de Crisma.  Meu ‘sim’ foi de intensa felicidade e naquele dia de Pentecostes você estava linda recebendo tão belo e assumido compromisso. E dali em diante nossa afinidade e companheirismo só fizeram aumentar. 

A vida nos deixou mais próximas. Acho que a partir daquele momento, o Espírito Santo nos abençoou de uma maneira diferente. Era uma enorme alegria receber suas breves visitas no horário do recreio: era “Deus te abençoe”, um sorriso, um olhar e você voltava correndo comendo alguma coisa rua afora... Tempo bom demais, tempo breve! Depois, Belo Horizonte e Ouro Preto te esperavam. Entre tantos compromissos, você sempre vinha me ver e nosso tempo bom nunca deixou de existir. Nossa amizade é coisa de Deus. Meu coração fica imensamente feliz quando penso em você - minha amiga, minha afilhada - a pessoa que cuida de mim com tanta deferência e que me ensina a ser melhor aos olhos do Pai. Agora estamos distantes uma da outra: eu estou aqui e você aí tão longe. Mas nós bem sabemos que para estar juntas não é preciso estar perto: basta estar no coração, no pensamento e nas orações. Amo muito você e nunca deixei de rezar e pedir a Deus por sua felicidade. Você é tudo e muito mais! Um beijo da Dinda que está com muuuuitas saudades!

Ticidinha



Um comentário:

  1. Que lindo, Tia Cidinha!!!eu amo este amor que vc tem por nós !!!! Pela nossa Mila!!!! Parabéns!!!

    ResponderExcluir